Começo do processo com envio do dossiê

28 de abril de 2010

Uns dias neva outros dias bate sol

Parque perto de casa, domingo de sol

Chemin de la Cote des Neiges terça á tarde, que diferença

Chemin de la Cote des Neiges terça 17:30

A tarde, da minha janela

Minha varanda a noite
Eu deveria dizer em uns dias bate sol e em outros neva.

A semana começou com muito sol, 22ºC, uma linda segunda feira, peguei a bike e fui conhecer um pouco da Route verte (20km dos mais de 4000km). Flores por todos os lados, dentes de leão já secos soltavam a suas sementes, até vi uma marmota.
Os jardins por aqui parecem mágicos, em um mês estão horríveis no outro lindos, no começo achei que vinha um jardineiro e plantava tudo escondido, ...que nada, é a primavera mesmo, grama alta, tulipas de muitas cores, e tudo isso sem nenhuma intervenção humana.

Mas depois de tanto sol e temperaturas amenas eis que na noite da segunda feira (26/04) apareceu uma previsão de chuva e neve, nem acreditei achei que seria só chuva mesmo.
Eu já tinha ouvido falar que a primavera só começa mesmo depois de uma boa nevasca, pensei que pelo jeito este ano seria diferente, mas a neve começou já de madrugada e ainda não parou, a temperatura variou de 0 a 3 º C.

Esta manhã, enquanto a neve caía, um casal tirava fotos na porta de nosso prédio, imagino que eram brasileiros recém chegados que deram a sorte de ver neve, quase em maio, afinal quando chegamos aqui queremos mais ver é neve mesmo e esperar até o fim do ano... Acho que eram brasileiros pois moramos no "Copacabana Palace de Montreal", como é conhecido nosso prédio pois tem muitas famílias de cariocas, e também um pouco de cada canto do Brasil, aqui nunca sei se digo Hi, Bonjour ou mesmo bom dia.

À tarde fomos pegar as crianças na garderie lá no Chemin de la Cote des Neiges, lá a neve já tinha acumulado, tirei algumas fotos. A neve no Chemin de la Cote des Neiges sempre vem com mais força, não é à toa que tem esse nome "Cote des Neiges". Vendo toda aquela neve me lembrei do inverno, ...como é bom ter um carro e com nossa garagem coberta e aquecida, víchhh que diferença. No inverno sem carro saíamos da garderie e íamos os quatro para a parada da Rue Plamondon, os dias acabavam cedo e não víamos a hora de subir naquele ônibus quentinho ver a neve pela janela.

E que venha o sol!

2 comentários:

Taty disse...

totalmente sem noção..... o máximo.... hehehehehe

P disse...

cara... imagino o tamanho da dificuldade do inverno sem carro... vamos ver como me saio!